Raupp assume MCTI prometendo aproximação da ciência com a indústria


O novo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antônio Raupp, assumiu o cargo nesta terça-feira (24) afirmando que seu maior desafio será a aproximação da ciência com o setor produtivo do país. Ele ressaltou que ainda há um número pequeno de empresas que investem em inovação, enquanto que o sistema de conhecimento do país cada dia se consolida mais.

“O sistema de ciência brasileiro, cada vez mais maduro, se concentra basicamente na academia e o nosso trabalho será a aproximação dele com a indústria para produzir desenvolvimento”, afirmou. Raupp disse que essa aproximação será feita pelos institutos de pesquisas, que serão fortalecidos para essa tarefa.

Segundo o ministro, a adoção de parcerias públicos-privadas também será incentivada na sua gestão, como a que permitiu a criação da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação da Indústria (Embrapii), que começa a atender as empresa a partir do próximo mês, e a empresa que está sendo formada pelo Ministério das Comunicações, Telebrás e Embraer para construção do primeiro satélite geoestacionário brasileiro.

Após a transmissão do cargo, Raupp disse que também promoverá uma aproximação maior entre a Agência Espacial Brasileira (AEB), que presidiu até ontem, e o Inpe (Instituto de Pesquisas Espaciais), que também já dirigiu. O novo ministro deve manter a equipe deixada pelo seu antecessor, Aloízio Mercadante, que assumiu hoje o Ministério da Educação.

Graduado em física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Raupp é PhD em matemática pela Universidade de Chicago e livre-docente pela Universidade de São Paulo. Já ocupou diversos cargos de direção em unidades de pesquisa, como o Inpe AEB e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SPBC).

Anterior SeAC: must carry, interatividade e multiprogramação são preocupações dos canais públicos.
Próximos Anatel reduz tarifas de chamadas fixo-móvel