Queixas contra serviços de telecom recuam em setembro


As reclamações contra serviços de telecomunicações na Anatel recuaram em setembro para 139,5 mil ante as 159,9 mil queixas anotadas em agosto, que foi o pior resultado em 12 meses. O serviço de telefonia celular, que tem a maior base de assinantes, recebeu 72,5 mil queixas no mês, contra 81,5 mil registradas em agosto. Cobrança indevida foi o motivo de cerca de 30 mil reclamações, seguido de serviços adicionais (mais de 5 mil) e atendimento (5 mil).

 

Na telefonia fixa, as queixas em setembro caíram para 40,6 mil. No mês anterior a agência registrou 48,4 mil reclamações. Cobrança indevida, reparo e instalação são os motivos apresentados em mais de 29 mil do total de queixas registradas.

 

O serviço de acesso à internet recebeu, em setembro, 16,5 mil reclamações contra 19,2 mil do mês anterior. As queixas referentes a reparos respondem por quase metade do total, cerca de 8 mil. Já cobrança indevida é o motivo apontado em 4 mil reclamações, enquanto demora na instalação foi reclamada por mais de 3 mil usuários.

 

As reclamações contra o serviço de TV por assinatura recuaram de 7,7 mil, em agosto, para 6,7 mil, em setembro. Cobrança indevida (mais de 3 mil) é o principal motivo das queixas, seguido de reparo (quase 1 mil) e cancelamento (600).

 

Já as queixas contra outros serviços avançaram para 3,1 mil em setembro, ante as 2,9 mil registradas em agosto.(Da redação)

Anterior Oi amplia ofertas do PNBL para mais 100 municípios
Próximos Abrint entra na justiça contra Anatel para oferta de VoIP por provedores