Queda de Palocci não afeta rating do Brasil


A Standard& Poor’s Ratings Services publicou nota na qual afirma que o afastamento do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, não afeta os ratings de crédito soberano do país. No mês passado, a empresa elevara os créditos soberanos do país. O rating de credito soberano de longo prazo em moeda estrangeira foi elevado de BB- para …

A Standard& Poor’s Ratings Services publicou nota na qual afirma que o afastamento do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, não afeta os ratings de crédito soberano do país. No mês passado, a empresa elevara os créditos soberanos do país. O rating de credito soberano de longo prazo em moeda estrangeira foi elevado de BB- para BB e, em moeda loca,l subiu de BB para BB+. Ao mesmo tempo, elevou de brAA para brAA+ o crédito soberano atribuído ao país em sua Escala Nacional Brasil.

“O rating soberano reflete uma visão ampla do Brasil e de seu governo. As políticas adotadas pelo ministro Palocci incorporam a prudência, porém, em nossa visão, essas são políticas do governo e não uma estratégia pessoal do ministro”, afirmou a analista de crédito da empresa, Lisa Schineller.

Globo

No último dia 24 , a Standard & Poor’s divulgou novo rating de crédito corporativo ao grupo de mídia brasileiro Globo Comunicação e Participações S.A, elevando-o  de B+ para BB-, com perspectiva estável.

Anterior Hélio Costa desiste de candidatura e fica no Minicom
Próximos Intel investe US$ 50 milhões no Brasil