Queda de exportação de celulares ajuda a elevar déficit da balança comercial em 1,5%


O déficit da balança comercial de produtos eletroeletrônicos atingiu US$ 18,96 bilhões no período acumulado de janeiro-julho de 2012, resultado 1,5% superior ao registrado no igual período do ano anterior (US$ 18,68 bilhões). O resultado é fruto das exportações que totalizaram US$ 4,4 bilhões, desempenho similar ao ocorrido no igual período do ano passado (-0,3%), e das importações que atingiram US$ 23,4 bilhões, 1,2% acima das ocorridas em igual período de 2011.

Levantamento da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) constata que as vendas externas de bens de Telecomunicações (-44,4%) foram as que apontaram a maior retração, devido, principalmente, à queda nas exportações de telefones celulares, cujo montante caiu pela metade ao comparar com julho do ano anterior, totalizando US$ 20 milhões.

As exportações de Materiais Elétricos de Instalação também registraram taxa de retração significativa (-26,6%), com destaque para a queda de 61% nas vendas externas de lâmpadas, que passaram de US$ 2,5 milhões, em julho/2011, para US$ 959 mil, em julho/2012.

Por outro lado, aumentaram as exportações de bens de GTD (Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica) em +17,6%, Informática (+12,2%) e Componentes Elétricos e Eletrônicos (+6,8%).(Da redação)

Anterior Anixter inaugura novo warehouse no Brasil
Próximos Telebras amplia presença no Exército brasileiro