Qualidade do vídeo no celular no Brasil deixa muito a desejar, diz OpenSignal


O Brasil ficou com 49,84 pontos em uma escala de 100, embolado com dezenas de outros países, mas acima dos Estados Unidos. A velocidade não é o determinante para se assistir a um vídeo com qualidade, diz a a empresa.

Shutterstock/PureSolution

OpenSignal, empresa que mede a velocidade da banda larga móvel em 60 países, resolveu passar a medir a partir de agora a qualidade do vídeo que o usuário consegue assistir pelo seu celular. E os testes feitos pela empresa apontaram que a maior velocidade de 4G não está relacionada com a melhor qualidade de vídeo que o cliente tem. Tanto assim que o país que aparece com a melhor qualidade de vídeo no celular é a República Checa, que não ocupa nem as 10 primeiras posições em termos de velocidade de banda larga móvel.

O Brasil aparece com a pontuação 49,84 de qualidade de vídeo, em uma escala de 0 a 100, o que o coloca na segunda pior categoria do ranking, mas junto com a maioria dos países pesquisados. Os Estados Unidor, por exemplo, ocupam uma posição pior do que o Brasil, com 46,84 de nota. Esse desempenho pode ser explicado, afirma a empresa, devido ao fato de que as operadoras norte-americanas, ao venderem pacotes de dados “ilimitados”, estão controlando a qualidade do vídeo que pode ser assistido no celular, de muita baixa resolução.

O Brasil e os Estados Unidos estão na penúltima colocação – batizada de “Fair”, OU “Justa” em variação de pontos de 40 a 55. mas embolados com dezenas de outros países. Colômbia, México e Argentina estão melhor colocados do que o Brasil, mas também na mesma categoria.

Os problemas

Com essa pontuação, diz a empresa, os usuários brasileiros  ou enfrentam lentos tempos de carregamento de vídeo;  ou há constante paradas na imagem, em diferentes graus. Além disso, essa categoria aponta também que  as operadoras geralmente têm problemas para lidar com formatos de alta resolução.

Anterior Qualcomm amplia disputa legal contra Apple
Próximos GAC aposta na retomada da Lei do Bem