Qualidade da banda larga não atende metas da Anatel em nenhum estado


Apenas em São Paulo e Rio Grande do Norte empresas conseguiram atender mais de 70% das exigências da agência. As menores Cabo e Algar aparecem no topo, com melhores índices de qualidade, enquanto Oi, Vivo e TIM ficam na lanterna.

mapa qualidade da banda larga brasil 1semestre 2015 anatel
Em vermelho, estados onde são cumpridas menos de 50% das metas. Em laranja, estados onde são cumpridas entre 50% e 70% das metas. E em amarelo, cumprimento entre 70% e 90% das metas. (Mapa: Anatel)

A qualidade da banda larga no Brasil manteve a tendência de queda no primeiro semestre deste ano, quando comparado a 2014. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 19, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Pela comparação da agência, as operadoras atingiam 70,55% das metas em 2013, em média. Em 2014, o índice caiu para 68,10%. Em 2015, considerando os indicadores de todas as prestadoras monitoradas no primeiro semestre, o percentual de cumprimento de metas do serviço foi de apenas 59,5%.

A qualidade média não atingiu nota máxima em nenhum estado. As regiões com piores serviço de banda larga são Norte e Nordeste. Ali, os serviços apresentam percentuais de cumprimento dos indicadores abaixo de 50%. No resto do país, o índice está na faixa de 50% a 70%, exceto o RN e São Paulo, que superam ligeiramente os 70%. Os indicadores com o maior percentual de descumprimento de metas, no primeiro semestre, foram o de perda de pacote (29,8%) e o de solicitações de reparo (12,9%).

Operadoras
Comparando o desempenho das prestadoras na entrega da qualidade da banda larga dentro das metas da Anatel, a Cabo Telecom apresentou, proporcionalmente, o maior percentual de cumprimento de metas, com 92,3% de um total de 78 indicadores referentes à área geográfica onde se encontra em efetiva operação, seguida pela Algar (86,7% de 240), SKY (78% de 686), Claro/Net (75,4% de 1.854), GVT (69,3% de 1.458), Sercomtel (66,7% de 78), TIM (50% de 834), Vivo (44,5% de 834) e Oi (31,9% de 1.992). O relatório completo pode ser acessado aqui.

A Anatel monitora a qualidade da prestação do serviço de banda larga fixa, por meio de 14 indicadores, definidos no Regulamento de Gestão da Qualidade. Cada indicador possui uma meta associada que corresponde ao desempenho mínimo estabelecido para a adequada qualidade do serviço em cada área geográfica definida na regulamentação. Devem cumprir as metas as provedoras com mais de 50 mil clientes.

Anterior Mantido o fim da Sepin, que vai se fundir à Setec
Próximos Qualidade da TV paga piora no primeiro semestre de 2015