Qualcomm recebe multa bilionária por prática anticompetitiva na Europa


TeleSintese-Dinheiro-Moeda-Grafico-Valores-dolar-Fotolia_83234550

A União Europeia decidiu aplicar multa de equivalente a US$ 1,2 bilhão à Qualcomm. A fabricante de chips para smartphones teria impedido concorrentes de ganhar espaço no mercado local com práticas anticompetitivas. Entre as quais, teria pago à Apple, que produz o iPhone e o iPad, para usar apenas seus chips em detrimento de plataformas de rivais.

Conforme o site de notícias Bloomberg, Qualcomm e Apple possuem contrato de exclusividade, pelo qual a fabricante de chips pagava à empresa da maçã, para ser sua única fornecedora. Além pagamentos, o acordo previa descontos na compra dos insumos.

O acordo teria sido firmado em 2011, quando a Apple aventava usar chips da Intel em seus aparelhos, e venceu em 2016. Data em que a Apple começou a introduzir certos chips, como modems, da Intel em seus dispositivos.

Segundo Margrethe Vestager, comissária de competição da Comissão Europeia, o órgão executivo da União Europeia, por causa do acordo, “as concorrentes ficaram impossibilitadas de competir com a Qualcomm, não importasse a qualidade de seus produtos”.

A Qualcomm, por sua vez, diz que vai recorrer a instâncias superiores.

A empresa ainda é investigada por dumping, venda de chips abaixo do praticado pelo mercado, na Europa. No caso, a venda acontecia a outros fabricantes de smartphones.

Anterior Telecom Italia nega saída de Amos Genish
Próximos Bônus Vivo com Netflix é igual zero rating, diz Navarro