Qualcomm prepara o EV-DO revisão B


A Qualcomm  revelou hoje, 12, parte da estratégia da empresa para trazer ao mercado o CDMA2000(R) 1xEV-DO, revisão B. Programadas para comercialização em 2007, as soluções de chipset para este padrão suportarão taxas de dados de comunicação ainda mais altas, que serão, segundo a empresa, o trampolim para a próxima geração de aparelhos sem fio …

A Qualcomm  revelou hoje, 12, parte da estratégia da empresa para trazer ao mercado o CDMA2000(R) 1xEV-DO, revisão B. Programadas para comercialização em 2007, as soluções de chipset para este padrão suportarão taxas de dados de comunicação ainda mais altas, que serão, segundo a empresa, o trampolim para a próxima geração de aparelhos sem fio de dados, música, jogos e entretenimento multimídia.

O padrão EV-DO, revisão B, suporta até 4,9 Mbps em cada canal para uma velocidade combinada nos três canais de até 14,7 Mbps no downlink. Com o poder de processamento necessário para uma real capacidade multitarefa, suportando a convergência de múltiplos recursos de produtos eletrônicos de consumo e com a capacidade de alavancar a largura de banda de comunicação sem fio necessária à prestação desses serviços móveis, os chipsets da Qualcomm para EV-DO revisão B oferecerão
funções avançadas em um único dispositivo compacto e totalmente otimizado.

A tecnologia EV-DO revisão B faz parte da plataforma DO Multicarrier Multilink eXtensions (DMMXTM) da empresa, um conjunto de inovações tecnológicas e de produto anunciada em novembro de 2005. Possibilitando aplicações como TV móvel ou streaming de música simultaneamente a uma chamada de voz, ou a realização de uma conversa de voz por protocolo de
internet (VoIP) simultaneamente a navegação na internet ou transmissão de conteúdo multimídia pela rede, a flexibilidade da tecnologia EV-DO revisão B também proporciona, segundo a empresa,  aumentos na capacidade e no desempenho da rede, alavancando, ao mesmo tempo, os investimentos em rede existentes e os aparelhos atualmente em funcionamento.

Aparelhos de altíssimo desempenho poderiam suportar taxas de dados no enlace direto de até 73,5 Mbps, enquanto aparelhos de custo mais baixo ou já existentes poderiam suportar 4,9 Mbps.

Fonte: assessoria de imprensa, Qualcomm

Anterior Com celular, Copa será o evento mais fotografado da história
Próximos Anatel vai certificar baterias de celulares