Qualcomm amplia disputa legal contra Apple


A Qualcomm deu mais um passo nesta terça-feira, 25, em sua disputa legal contra a Apple, depois de acusar a fabricante de iPhone de roubar seus segredos comerciais e compartilhá-los com a rival Intel. As duas empresas de tecnologia já estão envolvidas em uma ampla batalha sobre patentes e royalties – a Apple acusou a fabricante de chips de cobrança abusiva por sua propriedade intelectual e comportamento anticoncorrencial em janeiro de 2017.

A ação de hoje da Qualcomm baseia em um caso anterior apresentado em San Diego em novembro passado que acusou a Apple de quebra de contrato. O processo centrava-se no “contrato base de software” que rege o modo como os clientes de chips lidam com suas ferramentas e propriedade intelectual ao desenvolver novos produtos.

A fabricante de chips alega que “a Apple se envolveu em uma longa campanha de falsas promessas e subterfúgios, projetada para roubar informações confidenciais e segredos comerciais da Qualcomm com o objetivo de melhorar o desempenho de chipsets de modem de baixa qualidade, com o objetivo final de eliminar os negócios da Qualcoom dentro da Apple ”.

A fabricante de chips baseada em San Diego aponta para a Intel, cuja subsidiária Infineon foi como fornecedor de modem do iPhone em 2011, como principal beneficiária da suposta violação da Apple. No entanto, é a Apple, e não a Intel, que é o alvo do processo da Qualcomm. (Com noticiário internacional)

Anterior Anuário Tele.Síntese premia 19 projetos inovadores
Próximos Qualidade do vídeo no celular no Brasil deixa muito a desejar, diz OpenSignal