PT deve investir € 150 mi em leilão 4G português, diz banco


O Morgan Stanley previu que a Portugal Telecom e a subsidiária portuguesa da Vodafone investirão cada uma € 150 milhões no leilão de quarta geração móvel (4G) que começou na segunda-feira (28), enquanto o investimento da Sonaecom deverá chegar a € 110 milhões.   O banco frisou que o leilão deverá ser “pouco competitivo” porque …

O Morgan Stanley previu que a Portugal Telecom e a subsidiária portuguesa da Vodafone investirão cada uma 150 milhões no leilão de quarta geração móvel (4G) que começou na segunda-feira (28), enquanto o investimento da Sonaecom deverá chegar a 110 milhões.

 

O banco frisou que o leilão deverá ser “pouco competitivo” porque não deve surgir um quarto operador de telefonia móvel, após a Zon Multimédia ter anunciado que não iria participar.

 

“Tendo como base o preço mínimo imposto pelo regulador (Anacom), acreditamos que tanto a Portugal Telecom como a Vodafone investirão cerca de 150 milhões cada uma no leilão de espectro, enquanto a Sonaecom deverá investir 110 milhões devido à menor participação de mercado e menores necessidades de espectro”, afirmou o Morgan Stanley em relatório a clientes.

 

Quatro operadoras se apresentaram para participar do leilão: a TMN, da Portugal Telecom, a subsidiária portuguesa da Vodafone e a Optimus, da Sonaecom.

 

O governo português poderá arrecadar até 429 milhões caso sejam licitadas todas as frequências no valor mínimo. (Reuters)

Anterior Cisco lança Índice Global de Nuvem visando impulsionar oferta de operadoras
Próximos TST reafirma proibição de terceirização em atividade-fim pelas teles