Provedores regionais de internet tem workshop em Brasília no dia 29 de julho


 

O terceiro, da série de quatro eventos voltados para os provedores regionais de internet e serviços de telecomunicações, acontece no próximo dia 29, em Brasília, e será dirigido aos ISPs das regiões Norte e Centro-Oeste. Organizados pela Bit Social, que publica a revista ARede, os eventos têm por objetivo levar informações sobre gestão, regulamentação, negócios, faixas de frequência e tecnologia para os provedores locais que, hoje, somam 3.800 (conforme os dados de junho da Anatel) e, no próximo ano, devem passar para perto de 7 mil.

 

Esse salto no número de ISPs é estimado pela Anatel, com base nas projeções das entidades de provedores regionais de internet e serviços de telecomunicações, e se deve à redução do preço da outorga, de R$ 9 mil para R$ 400. Isso porque as entidades setoriais estimam que existam mais de 3 mil provedores que operam clandestinamente, sem outorga da Anatel, ou com outorga de terceiros. Com a formalização, o mercado de provedores regionais, que juntos representam a “quinta” operadora do país em número de clientes, ganha mais densidade.

 

A queda do preço, na avaliação de dirigentes da Anatel e das entidades setoriais, vai estimular a legalização desses provedores, essencial para que possam ter acesso a linhas de financiamento e capital de giro e se cadastrarem no banco de dados da Entidade Supervisora de Ofertas no Atacado (Esoa) para ter acesso à infraestrutura das empresas com Poder de Mercado Significativo.

 

Além da redução do preço da outorga, outro atrativo para a formalização dos provedores que ainda não contam com a licença de SCM são as possibilidades de compartilhamento de infraestrutura trazidas pelo Plano Geral de Metas de Competição (PGMC). Basílio Rodrigues Perez, presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), considera que o PGMC traz uma série de oportunidades para os provedores regionais, ao abrir o acesso às redes das grandes operadoras com PMS.

 

Os encontros são realizados com o patrocínio do BNDES e do Sebrae, apoio da Furukawa e da Padtec, e apoio institucional da Abrint e da Telebras. As inscrições são gratuitas, mas as vagas limitadas a 80 participantes, e podem ser feitas pelo pelo telefone (11) 3124-7444. Para ver o programa completo, acesse o link:
http://www.wirelessmundi.inf.br/images/programa_provedores_df.pdf 

( Da Redação)

Anterior Claro investe em loja de games com cobrança direto na conta
Próximos Indústria eletroeletrônica fecha vagas