Provedores de internet mudam porta de e-mails para reduzir spams


Atendendo a recomendação do CGI (Comitê Gestor da Internet), os provedores estão migrando o endereço de e-mail de seus clientes para uma porta mais alta do que a tradicionalmente usada, a de número 25 (TCP). O objetivo é reduzir o lixo (spams) na rede. Segundo o presidente da Abranet (Associação Brasileira de Internet), Eduardo Parajo, …

Atendendo a recomendação do CGI (Comitê Gestor da Internet), os provedores estão migrando o endereço de e-mail de seus clientes para uma porta mais alta do que a tradicionalmente usada, a de número 25 (TCP). O objetivo é reduzir o lixo (spams) na rede. Segundo o presidente da Abranet (Associação Brasileira de Internet), Eduardo Parajo, Europa e Estados Unidos já implantaram a medida com sucesso há alguns anos.

Parajo disse que a medida não traz nenhum prejuízo para o usuário final e evita que as máquinas infectadas inundem as redes com mensagens indesejadas. Isto porque, disse, um computador infectado se transforma em um servidor que é usado por hacker ou spammers para distribuir lixo, sem que o dono da máquina saiba. Além de infectar outras máquinas, os hackers  consomem toda a conexão de internet das máquinas sob o controle deles.

Segundo Parajo, os provedores de internet já estão migrando o endereço de e-mail dos seus clientes, e o próximo passo caberá às operadoras de telefonia fixa, responsáveis pela conexão, de bloquear a porta 25 dos usuários residenciais. Ele disse que o CGI.br não determinou prazo, mas acha que o quanto antes a medida for adotada melhor. “Pesquisa do comitê indica que 30% dos computadores domésticos estão infectados com algum tipo de vírus”, ressaltou.

A porta 25 do protocolo TCP foi estabelecida como padrão para que os servidores SMTP enviassem e-mails. A mudança atual não pretende acabar com spams ou proliferação de trojans e vírus, mas as experiências internacionais mostraram que o problema pode ser minorado, diz Parajo.

As entidades que reúnem os provedores de serviços de nternet, entre elas a Abramulti, Abranet, Abrappit, Abrint, Aprova – PE, Aprova – PB, nternetSul, Rede Global Info e RedeTeleSul, começam a orientar seus  associados a adotarem o bloqueio o mais rápido possível, fornecendo aos seus assinantes a nova porta a ser utilizada. Os novos usuários já estão registrando seus endereços de e-mail na nova porta.

Anterior Samsung volta a produzir celulares em Manaus
Próximos MPF/SE aciona Oi por defeitos em orelhões