Provedores criticam posição da Copel contra compartilhamento


Na abertura do evento, em Foz do Iguaçu (PR), provedores reclamaram da Copel Telecom por não fazer swap de fibra nem alugar fibra apagada, obrigando a duplicação de infraestrutura. Com a Copel Energia, a briga é pelo preço dos postes.

pontoisp-telesulCríticas à Copel marcam abertura do IBusiness 2017 , evento de provedores de internet regionais (ISPs) do Paraná, realizado hoje em Foz do Iguaçu. Sobraram críticas à Copel, estatal que, segundo os empresários, tem uma postura de concorrência com as empresas que oferecem internet à maioria dos municípios do estado.

O presidente da Redetelesul, Rosauro Baretta, frisou que a Copel é uma das únicas operadoras do país que não faz swap (troca de fibra), não aluga fibra apagada e cobra os maiores preços de mercado por seus serviços: “Se a Copel tivesse uma política de parceria, a vida dos provedores seria mais fácil. Mas o pior é a Copel Distribuição, uma vez que temos grande dificuldade de utilizar os postes, pois o aluguel desses pontos está entre os maiores custos das empresas”.

Leia a matéria completa aqui.

Anterior Volvo atualiza sua plataforma de conectividade
Próximos Para o SindiTelebrasil, proibir cobrança de franquia na banda larga fixa prejudica população