Proposta de mudança de PPB de telejogo e joystick no ar


shutterstock_LUCARELLI TEMISTOCLE_industria

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços lançou hoje, 20 consulta pública – que aguardará contribuições por 15 dias – para a mudança do Processo Produtivo Básico (PPB) de equipamentos para telejogos, seus acessórios (joystick) e os cartuchos.

As etapas de produção, que deverão ser feitas na Zona Franca de Manaus são as seguintes:

I – montagem e soldagem de todos os componentes na placa do disco co rígido (HDD – Hard Disk Drive), quando aplicável; II – encapsulamento da unidade de disco rígido, por meio da montagem mecânica e soldagem das tampas do gabinete que a envolve, quando aplicável; III – fabricação do gabinete do telejogo (tampa superior e inferior) a partir da injeção plástica, quando aplicável; IV – fabricação dos chicotes elétricos (feixe de fios com seus conectores) não sobreinjetados, a partir da trefilação e recozimento do fio de cobre; V – fabricação dos cabos de força para corrente alternada, mesmo sobreinjetados, fabricados a partir da trefilação e recozimento do fio de cobre; VI – fabricação dos circuitos impressos (placa nua) da placa mãe; VII – montagem e soldagem de todos os componentes nas placas do Módulo Wi-Fi, quando aplicável; VIII – montagem e soldagem de todos os componentes nas placas de circuito impresso com componentes ou circuito integrado ou módulos que implementem a função de memória, do tipo DRAM ou NAND Flash, quando aplicável  em meio semicondutor (SSD – Solid State Drive), quando aplicável; X – fabricação da fonte de alimentação (conversor CA/CC) ou gabinete metálico (chassi); XI – montagem e soldagem de todos os componentes na placa principal; XII – montagem das partes elétricas e mecânicas, totalmente desagregadas, em nível básico de componentes; e XIII – integração das placas e das partes elétricas e mecânicas na formação do produto final, montadas de acordo com as etapas descritas nos incisos XI e XII.

(Da redação)

Anterior Satélite Embratel Star One D1 inicia operação comercial
Próximos Ex-presidente de Portugal diz que se opôs à entrada da PT na Oi

1 Comment

  1. Reinaldo
    22 de Fevereiro de 2017

    Cara essa lei de obrigação de montagem de componentes no Brasil é uma b…. o produto montado aqui é mais caro que do o fabricado e vendido lá fora, quer fomentar o setor, derruba o impostos sobre jogos e consoles que são 100% kkkkkkkk quem vai querer comprar dando 100% para o governo, infelizmente o produto contrabandeado é a melhor opção, mesmo sendo crime, mas veja bem 100% sob qualquer produto tbm deveria ser crime, mas o estado pode tudo.

    Enquanto isso a China voa, montado tudo o que é componente eletrônico e os exportando para o mundo, enquanto os tupiniquins com preguiça de trabalhar e ganhar dinheiro honestamente (ganhar em cima de impostos é vagabundice, cerca de 30% do PIB brasileiro é imposto.)

    Não existem país no mundo que desestimule o consumo, imposto é roubo, desestimula o consumo, afeta a escolha das pessoas ao comprar, o setor de varejo não anda, o setor de serviços sobretudo o de suporte sob alguns produtos manufaturados como; carros, consoles, máquinas de lavrar dependem do varejo para sobreviver… infelizmente os impostos vão para manter o padrão de vida de ladrões sob o pretexto de manter serviços “gratuitos” cuja a qualidade é extremamente duvidosa. O triste é que é uma economia com muito potencial, cerca de 200 milhões de possíveis compradores, que n consomem o tanto quanto deveriam, o dia em que o mundo conseguir fazer com que as economias de Brasil, Índia e China consumam tanto quanto os Europeus ou os Americanos será um dia em que haverá plano circulação do dinheiro, são 2 bilhões e meio de pessoas que não consomem ativamente, as compras se dão de maneira providencial.