Programa PE Conectado II: Claro quer usar todos os meios legais para preservar lisura do processo


O consórcio liderado pela Claro Embratel divulgou hoje, 11, à noite um novo posicionamento em relação à disputa milionária que está sendo travada entre o grupo e a Oi pelo resultado da licitação do Programa PE Conectado.

O Programa PE Conectado II, que tem como objetivo a construção da rede corporativa de dados e voz do estado, interligando todos os órgãos de sua administração, teve a abertura das propostas no ano passado. O consórcio liderado pela Embratel/Claro, e com a participação da Primesys e Smart Network (Algar Telecom) ofereceu o menor preço, no valor de R$ 472 milhões, para o lote mais importante, o da comunicação de dados.

A Oi ficou com o lote 2, de telefonia fixa. A Claro venceu o lote 3, de telefonia móvel; consórcio Pernambuco Inovador (Embratel/Claro e Primesys) ficou com o lote 4 e a Smart Network venceu o lote 5, ambos relativos à internet.

A Oi argumenta, no entanto, que o consórcio Claro/Embratel não teria como comprovar a qualificação técnica, pois as duas declarações entregues no processo não estariam regular. A Claro/Embratel, por sua vez, argumenta que a paralisação da licitação ocorreu mediante “denúncia anônima, infundada, e que vai usar todos os meios legais para preservar a lisura do processo”.

A seguir a íntegra do posicionamento da Claro/Embratel:

“O consórcio liderado pela Claro/Embratel está acompanhando com grande surpresa as movimentações do Projeto Pernambuco Conectado II.

Ganhamos o edital via leilão online, apresentamos toda a documentação necessária e recebemos a validação de nossa capacidade técnica de entrega. O resultado público a nosso favor foi divulgado pela Comissão Especial de Licitações, em 27/03/19.

Surpreendente, está sendo utilizada uma denúncia anônima, totalmente infundada, para tentar inabilitar o consórcio e favorecer um outro fornecedor que já presta serviços no Estado, em detrimento inclusive da economia que será gerada para o Estado de Pernambuco.

O consórcio usará todos os meios legais para preservar a lisura do processo e, assim, permitir que o Estado de Pernambuco e sua população recebam a melhor infraestrutura de internet e os melhores serviços de Wi-Fi do Brasil, sem pagar a mais por isso.

Documentos públicos estão disponíveis no link:

https://sei.pe.gov.br/modulos/pesquisa/md_pesq_processo_exibir.php?HWCRzAlTp6p9oPY_i_Z7kgnYB2ccQkOK5gn2cmIj2wTf7px4wv6Eh7aheEk6fR1NHbsnAK5kMtfgiwXDAND0fKtybuuavaXqfJO6WGLZdjnt3d9zccuVDtskfK-faGKM

Anterior Telefônica inicia implantação de nova intranet da Prodesp
Próximos Serviços de telecomunicações recuam 1,1% em fevereiro

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *