Concessionárias da telefonia fixa  já conectaram com internet gratuita 59.571 escolas públicas urbanas dentro do Programa Banda Larga nas Escolas. Segundo  levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), só em janeiro deste ano 336 novas instituições de ensino foram contempladas com o acesso à web.

Em 2008, no primeiro ano do programa, 21.597 instituições receberam banda larga. No ano seguinte, outras 21.441 escolas passaram a ter acesso à internet em alta velocidade. Alunos de 11.691 instituições foram beneficiados em 2010 e de 4.506 em 2011.

A meta inicial do programa era de atender 55 mil instituições de ensino. O projeto, no entanto, foi ampliado para 69.230 mil escolas,em virtude da inclusão de novas instituições na área urbana dos municípios. Pelo programa, essas escolas terão acesso gratuito em banda larga durante 24 horas por dia até 2025. O compromisso também prevê o atendimento de novas instituições públicas de ensino, identificadas pelo censo escolar, que vierem a integrar as áreas urbanas até o fim dos contratos de concessão.

Segundo o levantamento, do total de escolas conectadas, 36.594 mil são instituições municipais, 22.722 mil são estaduais e 255 federais. A maior concentração de escolas urbanas está em São Paulo (9.023), seguido de Minas Gerais (6.711), da Bahia (5.243), do Rio de Janeiro (4.517) e do Paraná (4.230). As instituições estão conectadas em velocidades acima de 2 Megabits por segundo (Mbps) e em alguns casos chega a até 10 Mbps.

Lançado em abril de 2008, numa parceria entre concessionárias de telefonia fixa e o governo federal, o Programa Banda Larga nas Escolasé um projeto assumido pelas prestadoras por ocasião da troca de metas contratuais de universalização dos serviços. As metas iniciais, que previam a instalação de Postos de Serviços de Telecomunicações (PSTs), foram trocadas pela obrigação de levar infraestrutura de redes em banda larga (backhaul) a todos os municípios brasileiros, o que foi cumprido em dezembro de 2010.(Da redação, com assessoria de imprensa)