Produção eletroeletrônica decepciona em janeiro


A produção do setor eletroeletrônico apontou queda de 6,6% em janeiro de 2019 na comparação com o mesmo mês de 2018. O desempenho sofreu mais influência da retração de 10,2% da área eletrônica, uma vez que a redução da área elétrica foi mais amena, atingindo 2,9%. É o que mostram os dados divulgados pelo IBGE e agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

No acumulado dos últimos 12 meses, a produção da indústria eletroeletrônica recuou 0,6%. Essa foi a primeira vez, desde maio de 2017, que a taxa acumulada nesse período apontou desempenho negativo.

O presidente da Abinee, Humberto Barbato, afirma que os números são decepcionantes e acendem um sinal de alerta. “O resultado demonstra o quanto é fundamental a rápida adoção de medidas de promoção da produtividade, de caráter infraconstitucional, além das reformas da Previdência e Tributária, para que possamos sair desse ciclo de baixo ou nenhum crescimento em que nos encontramos há tanto tempo”, opina.

Em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal, a produção do setor cresceu 1,6%, puxado pela expansão da indústria eletrônica (3,7%), uma vez que a indústria elétrica recuou 0,1%. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Serviços de telecomunicações voltam a subir em janeiro
Próximos Guedes defende digitalização do governo para enxugar quadro

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *