Procon-SP vai recorrer contra suspensão de punição aplicada a sites de comércio online


 

O Procon-SP informou que ainda não foi notificado oficialmente sobre a suspensão das medidas de punição aplicadas por eles ontem (14) a três portais de comércio online. O pedido de liminar feito pela B2W, responsável pelas lojas, foi deferido pelo juiz Evandro Carlos de Oliveira, da 7ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, que prontamente suspendeu os efeitos da determinação do Procon-SP. O órgão de defesa do consumidor aguarda a notificação oficial para recorrer à justiça.

(Da redação)

Anterior Loja de aplicativos da Nokia no Brasil alcança marca de 100 milhões de downloads
Próximos Teleoperadores aprovam convenção coletiva 2012