Procon SP reclama dos baixos compromissos assumidos pelas teles para reduzir reclamações


 

O diretor do Procon SP, Paulo Arthur Goes, reclamou dos compromissos assumidos pelas operadoras de telecomunicações com o órgão de defesa do consumidor para a redução das reclamações dos consumidores.

 

Segundo o executivo, os índices de redução estão muito aquém das demandas dos consumidores. “As propostas de reversão das demandas são muito tímidas”, reclamou. Ele participa de audiência pública na Câmara dos Deputados sobre a qualidade dos serviços.

 

Segundo ele, o grupo NET se comprometeu a reduzir 3% este ano o número de reclamações; a Oi, 2%; a TIM 1%, e a Vivo, 3,09% para o celular e  0,39% para a telefonia fixa e TV paga. A Claro não apresentou proposta. Ele afirmou ainda que o número de reclamações contra as operadoras de telecomunicações voltou a aumentar no primeiro trimestre deste ano, fazendo com que o setor volte a ocupar o primeiro lugar no número de reclamações dos consumidores, ultrapassando o sistema financeiro.

 

O procurador da Paraíba, Dulcimar Van Marcen, defendeu, por sua vez, que a Anatel seja mais eficiente, adotando medidas cautelares contra as operadoras, única forma que ele entende de o consumidor ser melhor atendido. “Não há necessidade de mais regulamentos. Eles precisam apenas ser cumpridos e a Anatel tem poder para isto”, afirmou ele.

 

Anterior Governo do Amazonas aumenta ICMS sobre telecomunicações
Próximos Intel quer crescer 25 anos em cinco, no Brasil.