Problema com banda larga aumenta pressão sobre a BT


Com a aprovação, pela agência da concorrência britânica, da compra, pela Britsh Telecom, da maior operadora de celular da Inglaterra, a EE, aumentam as pressões para que a Ofcom, a agência reguladora de telecom, promova a separação definitiva da BT e a sua provedora de rede de banda larga, a OpenReach, que hoje atua em separado mas ainda pertence ao mesmo grupo econômico.

Conforme estudo divulgado essa semana pelo Grupo Britânico de Infraestrutura (BIG) com a aquisição da operadora de celular a BT ficará com 40% do mercado de telefonia móvel da região e com 70% do mercado de atacado de banda larga fixa, sem estar cumprindo as metas de universalização acordadas.

Segundo o grupo, a OpenReach já recebeu 1,7 bilhão libras em subsídio para conectar as áreas distantes do país, mas não conseguiu ainda entregar o prometido. Conforme o estudo, 42% das pequenas e médias empresas ainda têm problemas de conectividade, enquanto 29% relatam baixa conectividade.

Conforme a entidade, pelo menos 5,7 milhões de pessoas do Reino Unio têm conexões que não alcançam a velocidade mínima estabelecida, de 10 Mbs, sendo que 3,5 milhões dessas pessoas vivem nas áreas rurais.( com agências internacionais)

Anterior Spotify vai produzir vídeo para celular
Próximos Instituto Campus Party reclama de "incoerência" do Ministério da Cultura