Privatização das telecomunicações completa 13 anos com 286 milhões de clientes


A privatização das telecomunicações no Brasil completa 13 com um crescimento de 853% no número total de clientes, segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), divulgado nesta sexta-feira (29). Segundo o estudo, o país já conta com mais de 286 milhões de usuários dos serviços de telefonia fixa e móvel, banda larga e TV por assinatura. A entidade ressalta que esse número é nove vezes maior que o de 1998, quando somente 30 milhões de clientes tinham acesso aos serviços de telecomunicações.

O levantamento aponta a evolução mais significativa do segmento de telefonia móvel, com crescimento de 2.836%. “Há 13 anos, eram apenas 7,4 milhões de celulares em operação e hoje já são 217,3 milhões”, frisa a entidade. O acesso ao serviço de telefonia fixa mais que dobrou, passando de 20 milhões, em 1998, para 42 milhões agora, o que representa um crescimento de 110%. O setor de TV por assinatura, por sua vez, cresceu 319%, evoluindo de 2,6 milhões para 10,9 milhões nesse período.

A banda larga, que não existia há 13 anos, já chega a 43,7 milhões de acessos. Desse total, 15,8 milhões são em conexões pela rede fixa e 27,9 milhões são em banda larga móvel, incluindo os modems de acesso à internet e celulares de terceira geração (3G).

De acordo com a Telebrasil, para chegar a esses números, as empresas do setor investiram R$ 235 bilhões, incluindo os valores pagos na aquisição de outorgas. A geração de empregos no setor chega a 436 mil postos diretos de trabalho. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Com poucos clientes, Unicel terá que devolver prefixos à Anatel.
Próximos Emilia Ribeiro resgata provedor de internet obrigatório para a banda larga