Primeiros carros autônomos, em 2020


Imagem ilustra sensores administrados pelo novo computador para carros da nVidia em ação (Imagem: Divulgação nVidia)
Imagem ilustra sensores administrados pelo novo computador para carros da nVidia em ação (Imagem: Divulgação nVidia)

Segundo as projeções de um novo relatório do Berg Insight, os primeiros carros autônomos vão debutar em 2020. Naquele ano estima-se que serão 200 mil unidades. A base instalada de carros autônomos deverá atingir 71 milhões ao final de 2030.

O relatório observa que o carro autônomo não envolve uma única inovação. Mas é uma tecnologia em processo contínuo de desenvolvimento com vários níveis  de autonomia – e o que os diferencia é o quanto o condutor tem que  se envolver, ou não. Além disso, um conjunto de tecnologias são utilizadas para que o carro possa ser conduzido autonomamente. Em particular, os softwares para a interpretação das informações dos sensores e da lógica da condução são a chave do desenvolvimento dos carros auto-dirigidos.

No esforço para se colocar  no mercados os carros autônomos estão envolvidos  indústria automobilística, companhias de TI e outras empresas de tecnologia. As abordagens são diferentes, observa o relatório. A maior das empresas automobilísticas tem optado pelo desenvolvimento de carros autônomos passo a passo, enquanto companhias de TI já partiram para projetos totalmente inovadores.

PUBLICIDADE

“Esses caminhos não são contraditórios entre si, pois diferentes sistemas autônomos são aplicáveis em diferentes usos. Vamos continuar vendo desenvolvimentos nos dois caminhos pelos próximos anos até que eles cabem convergindo”, diz Ludvig Barrehag, analista de M2M/IoT da Berg Insight.
 

 

 

 

Anterior Consórcio apresenta plano de estudo sobre a IoT ao governo
Próximos Antenas instaladas nos telhados ou que pejudiquem a paisagem não precisam ser compartilhadas