Primeiro celular 4G será produzido no Brasil pela Motorola


A Motorola Mobility, empresa do Google, anunciou nesta terça-feira (11) o lançamento do Razr HD, o primeiro aparelho 4G do Brasil, que será produzido na unidade da companhia em Jaguariúna e chagará ao consumidor a partir do quatro trimestre, em todas as operadoras, antes mesmo do lançamento comerical das redes 4G no país. O aparelho, assim como os demais smartphones produzidos no país, deverá contar com incentivos ficais da MP 563, a chamada nova Lei do Bem, que deve ser aprovada na semana que vem.

O lançamento marca uma nova fase da Motorola Mobility, após a aquisição do Google, em que a empresa terá um portfólio de produtos menor mas investirá mais em cada lançamento, de acordo com o vice-presidente e gerente geral da companhia Sergio Buniac. Segundo ele, este é o primeiro lançamento de aparelhos desde a aquisição e marca o retorno dos investimentos da companhia, sendo o Brasil um dos três mercados prioritários. A expectativa da Motorola é crescer de 30% a 40% no segundo semestre do ano em relação ao primeiro.

“Fizemos [a Motorola] o primeiro chamado em telefones portáteis, com o DynaTAC. Hoje trazemos o primeiro aparelho 4G para o mercado brasileiro. Isso nos deixa muito felizes”, disse Buniac à imprensa. O executivo fez várias menções ao retorno da companhia a uma posição de destaque neste mercado. Após apresentação de um vídeo feito com o Razr HD no Brasil, utilizando a rede de experimentação 4G da Claro, Buniac fez questão de frisar: “ouviram a trilha? é a música dos vingadores”.

Recentemente, a Motorola Mobility demitiu funcionários em sua unidade em Jaguariúna, 220 ao todo, por conta da reestruturação da companhia imposta pelo Google. Mas, de acordo com Buniac essas são águas pessadas e a empresa mantém foco na produção local.

Razr HD 4G


O smartphone apresentado nesta terça-feira em São Paulo é a materialização das apostas da Motorola. O sistema operacional é o Android 4.0 Ice Cream Sandwich, do Google, no qual a companhia vinha investindo desde 2009, quando 100 mil aparelhos eram  ativados por dia com tal sistema operacioanal, número que chega hoje a 1,3 milhão/dia. Mas este é o primeiro celular com o navegador Google Chrome pré-carregado, que permite sincronizar marcadores e visualizar as mesmas abas abertas no computador.

Com tela de 4,7 polegadas e processador dual-core de 1,5 GHz, o produto vem com a função Smartactions, que se adapta às confiurações do aparelho para permitir maior duração da bateria. Segundo a Motorola, o produto foi desenhado para ter uma bateria que dura o dia todo. A duração da bateria é um fator críticos para os usuários, na opinião da Motorola, e um dos focos de desenvolvimento.

O Razr HD ainda vem com tecnologia NFC que permite compartilhar links, aplicativos, músicas, fotos e etc por meio da aproximação dos dispositivos. O NFC também é a tecnologia usada para pagamentos no celular por meio da aproximação.

Na Claro, o aparelho custará R$ 1.999, no caso de aparelhos pré-pagos e R$ 999 no plano 400 ilimitado.

 

Anterior Atraso nas redes para a Copa leva governo a apressar aprovação da lei de antenas.
Próximos MPF/PA acusa a Oi de praticar venda casada de telefone fixo e banda larga