Primeira estação terrena do Brasil fez 50 anos


A Estação Terrena de Tanguá, localizada no município de Tanguá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, completou 50 anos ontem, 28. A estação foi a primeira a captar sinais de satélite para a transmissão e recepção de TV em longas distâncias.

A infraestrutura foi construída em 1968 pela Embratel, então uma empresa estatal integrante do sistema Telebras.

PUBLICIDADE

A operação da estação começou no ano seguinte, o mesmo em que o homem pisaria na Lua, com transmissão televisiva em tempo real para todo o mundo. No Brasil, as imagens foram irradiadas graças à novíssima captação de sinais satelitais de Tanguá.

“A estação permitiu a entrada do Brasil em uma nova era das comunicações. A partir da sua inauguração, o país pode se conectar ao mundo de forma inédita”, diz Gustavo Silbert, Diretor Executivo da Embratel Star One.

As obras de terraplanagem para a construção da Estação, em 1968

“Os brasileiros só puderam assistir o Brasil se tornar campeão na Copa do Mundo de 1970 com a transmissão feita diretamente do México, via satélite, a partir da estação. Somos orgulhosos por ter proporcionado essa experiência a milhões de brasileiros”, afirma Silbert, lembrando que a unidade também ofertou transmissão de dados móveis para o setor marítimo e contribuiu para a interiorização das emissoras de televisão no país.

A unidade foi inovadora desde o início das atividades. Além da antena parabólica de 30 metros de diâmetro, com um pedestal de 10 metros de altura, também contava com casa de tratamento de água, usina geradora de luz e força, centros de recepção de sinais e conversão em voz ou imagem, alojamentos e outras dependências com equipamentos técnicos necessários para o funcionamento do ambiente.

A estação não mudou de mãos nesse tempo todo. Quando houve a privatização do sistema Telebrás, em 1997, foi vendida entre os ativos da Embratel. A empresa se tornou privada, mas não deixou de usar a estrutura.

Hoje, Tanguá opera como sistema alternativo ao centro de controle de satélites da Embratel, que está localizado em Guaratiba (RJ). O Teleporto de Guaratiba, um dos maiores parques de antenas da América Latina.

Integra, assim, a oferta satelital da Embratel Star One, que inclui o Star One D1, o maior satélite já lançado pela empresa, capaz de transmitir sinais de TV e dados, entregando, inclusive, acesso à internet – que seria inventada apenas em 1983, 14 anos depois após o início do funcionamento da Estação Terrena de Tanguá. (Com assessoria de imprensa)

A Estação de Tanguá hoje, em vista retirada do Google Earth.
Anterior Consumidor tem prazo de 10 anos para pedir devolução de cobrança indevida por tele
Próximos Conselho de combate à pirataria retoma trabalhos