Presidente da TIM prepara a empresa para a consolidação do mercado de telecom


Pietro Labriola afirmou hoje, 31, que o compartilhamento de infraestrutura com a Vivo é uma das medidas para fortalecer a TIM para prepará-la para consolidação do mercado brasileiro, que, na sua opinião, está para ocorrer.

Assume a presidência da operadora brasileira em abril de 2019

A TIM está preparando a sua área financeira para explorar todas as oportunidades que aumentem o valor da empresa para seus acionistas. O acordo de compartilhamento de infraestrutura com a Vivo anunciado este mês é uma dessas medidas. E a razão para isso, afirmou hoje, 31, Pietro Labriola, presidente da TIM é clara: fortalecer a empresa para a consolidação de mercado que se aproxima.

  • Este MOU [proposta de acordo com a vivo] nos dá oportunidade de aumentar  a rede de forma eficiente. A consolidação de mercado que parece que vai acontecer pode nos dar a oportunidade de ter a opção. O segundo semestre pode trazer várias surpresas. Será um período muito interessante, disse o executivo na Conferência para os analistas.

Labriola ressaltou que, apesar do ambiente macroeconômico do país e da acirrada concorrência – ele citou nominalmente a Nextel e a Oi como aquelas que estão fazendo ofertas “irracionais” – a operadora conseguiu apresentar números robustos no período (como expansão do Ebitda (caixa) de mais 6% e incremento da  margem Ebitda para 37,9% e incremento no Arpu (conta média) de 5,8%) que permitem a empresa a investir com segurança em novos mercados. A TIM está apostando fortemente na oferta de serviços de IoT para a área rural brasileira e para os carros conectados.

  • “A TIM é a que está melhor preparada para explorar os novos serviços, porque tem o menor nível de rede legada e também a que oferece a menor latência”, afirmou o executivo.

Este semestre a TIM conclui a incorporação da base da MVNO Porto Seguro Conecta, que desistiu de continuar a prestar esse tipo de serviço.

Fibra 

A operadora resolveu acelerar também investimentos na fibra ótica. Conforme a operadora, novas 5 cidades foram cabeadas nesse segundo trimestre do ano, o que soma hoje um total de 17 cidades onde a TIM está presente, e algumas estão fora do eixo Rio-São Paulo.

Anterior BC publica normas que regulamentam o Cadastro Positivo
Próximos AT&T só volta a investir no Brasil após decisão da Anatel sobre fusão com TimeWarner

5 Comments

  1. 31 de julho de 2019
    Responder

    Esperançossissimo com a Tim! Só desejos boas novas, torço bastante por ela e o que mais espero é a expansão des seus serviços, principalmente para onde moro, que venha para MG forte!!

  2. Rogério Pires
    31 de julho de 2019
    Responder

    Creio que quando declarações desta magnitude são feitas pelo presidente da empresa, é porque negociações estão em curso ou em vias de fechamento… como cliente da TIM, só espero que isso resulte em sinergias, visando melhoras no serviços serviços prestados!

  3. Rodrigo Almeida
    31 de julho de 2019
    Responder

    Desculpe Srº Labriola! Mas a TIm é uma empresa muito tímida, praticamente desde seu início aqui no Brasil, em 95 começando suas operações em meados de 98. Somente vejo ela como uma operadora móvel. (apesar de ter banda larga e fixo). Até tentou alguma coisa alem disso como o Blue Box, mas, voltou atras. Parece que a empresa não se adaptou ao mercado BR. ou tem medo de investimentos novos. Vejo empresas como a Algar que do nada vem se expandido rapidamente, contando com vários serviços. e a TIM nessa timidez. Tenho certeza que as ofertas “irracionais”, Estão tirando o seu sono. :). Pois vamos ver o que a empresa tem pela frente, quem sabe ai uma volta do Blue Box.

  4. Erick Nilson
    1 de agosto de 2019
    Responder

    La vem fusão, provavelmente com a Oi.
    Uma fusao Oi e TIM seria bom para o mercado se mexer.

  5. Vagner
    2 de agosto de 2019
    Responder

    A Tim aos poucos tem feito a lição de casa, estou com uma ótima experiência no 4G e o Tim Live também me surpreende em vários aspectos, como inicialização mais rápida do Netflix, rotas menos congestionadas de conexão e conseguem uma boa negociação para manter o cliente. As fibras adquiridas que eram da Intelig23 e da Eletropaulo/Atimus que são a base do Tim Live, realmente fazem um bom trabalho sem os gargalos encontrados no Vivo Fibra ou na NET, por exemplo. Realmente ainda tem uma certa timidez, vejo muitas pessoas querendo assinar o Tim Live, por exemplo, e não há cobertura em vários bairros e em cidades vizinhas a São Paulo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *