Presidente da Portugal Telecom faz duras críticas à regulação da Comunidade Europeia


Covilhã, Portugal – Henrique Granadeiro, presidente da holding Portugal Telecom (que, além de controlar a Oi, participa de operações em mercados africanos de língua portuguesa), fez hoje duras críticas à Comunidade Europeia e sua nova modelagem de regulação para o setor de telecomunicações, lançado recentemente.

Para Granadeiro, a regulação pune as empresas que investem em inovação e atrasa o setor, devido à indefinição quanto às redes de nova geração. “Este regime ambíguo é pouco favorável ao setor”, reclamou o executivo durante a inauguração do Data Center da operadora.

Granadeiro assinalou, no entanto, que apesar do ambiente adverso, a operadora investe em novas tendências, a exemplo do atual inauguração. Segundo o chairman, a PT investiu 3,250 bilhões de euros em Portugal, no período de 2008 a 2013.

Há duas semanas, a Comunidade Europeia aprovou novas regras para o setor de telecom, com o objetivo de criar um único mercado europeu de telecom. Entre as medidas que terão que ser aprovadas pelos governos de cada país está o fim da cobrança do roaming internacional.   

* A jornalista viaja a convite da Portugal Telecom

Anterior Corte de R$ 6 bi nos dividendos e aumento de produtividade são as atuais opções de Bava para a Oi
Próximos O avanço da mobilidade estimula a banda larga