Presidente da Anatel recomenda cautela à fusão da OI móvel com TIM e Vivo


O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, em Live promovida pelo portal Tele.Síntese, afirmou hoje, 8, que se a agência receber qualquer pedido de anuência prévia para a fusão da Oi móvel com as operadoras Vivo e TIM, conforme foi noticiado o interesse dessas duas empresas, a agência reguladora deverá analisar esse processo “com muito cautela”, para manter o ecossistema setorial saudável.

“Se de fato for apresentada à agência essa M&A (fusão e aquisição) – difícil falar sobre um desenho que a gente não conhece – devemos analisar com muita cautela. Competição é elemento fundamental para o setor de telecom e precisamos garantir que o ecossistema se mantenha saudável”, afirmou.

PUBLICIDADE

Morais ponderou que o movimento de concentração e consolidação de operadoras de telecomunicações que atuam no Brasil não se diferencia ao que ocorre no restante do mundo, visto que é um segmento que enfrenta margens de Ebitda (fluxo de caixa) estáveis, mas que precisa fazer intensos investimentos devido ao crescimento exponencial do tráfego.

“A consolidação de empresas é uma resposta tradicional do setor de telecomunicações para aumentar valor de seu  negócio e gerar economia de escala. Mas o movimento de consolidação não pode ser a única resposta para esse cenário. O 5G tem potencial para trazer novas respostas para esse cenário desafiador”, concluiu.

Anterior Licença de carro 100% digital já está disponível em São Paulo
Próximos MediaTek lança o chip para smartphones focados em games