Preços do setor de comunicação continuam caindo apesar das altas nas taxas de inflação


Os preços do setor de comunicação apresentam novamente variação negativa em abril, apesar das altas dos índices gerais de inflação. Desta vez, no cálculo do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o decréscimo foi de 0,29% para -0,09%, considerando o resultado do mês anterior, conforme dados divulgados nesta segunda-feira (14).

O índice geral variou 1,19%, em abril ante a taxa apurada em março foi de 1,29%. Em abril de 2013, a variação foi de 0,18%. A variação acumulada em 2014, até abril, é de 3,40%. Em 12 meses, o IGP-10 variou 7,77%. O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. No ano, o setor acumula alta de apenas 0,23% e de 2,13% nos últimos 12 meses.

No início do mês, a FGV divulgou a variação das despesas com comunicação, que recuaram na quarta semana de março de 0,13% para 0,05%. A tarifa de telefone residencial apresentou a maior queda entre os itens de despesas de Comunicações, de -0,31% para -0,48%.

Na semana passada, o IBGE também apontou a queda dos gastos com comunicação em março, que caiu de 0,14% para -1,26%. O instituto atribuiu o resultado à redução média de 18% ocorrida nas tarifas de telefonia nas ligações de fixo para móvel, a partir de 27 de fevereiro. Com a queda, a conta de telefonia fixa ficou 4,44% mais barata.

Anterior Games: para se fortalecer, indústria brasileira precisa de linha de financiamento sob medida
Próximos MFS lança app de pagamento móvel para iPhone