Portugal Telecom pode rever política de dividendos para investir no Brasil


 

O presidente da Portugal Telecom, Zeinal Bava, em entrevista a um canal de TV português, afirmou que o conselho de administração da companhia deve rever a política de dividendos para os próximos três anos “levando em consideração a necessidade de se prevenir contra a incerteza macroeconômica e de ganhar musculatura financeira para continuar investindo no Brasil”, afirmou ele.

 

A Portugal Telecom tem hoje uma das relações de dividendos mais elevadas da Europa, na casa dos 16%, e pagou em 25 de maio a segunda e última parte, no valor de 0,435 euros por ação, do dividendo relativo a 2011, que totalizou 0,65 euros por papel. Analistas têm afirmado que o fato do elevado dividendo da Portugal Telecom não ter impedido a desvalorização de suas ações demonstra que o mercado não está reconhecendo atratividade da atual remuneração e que a companhia nada tem a ganhar em mantê-la.

 

Na entrevista, o principal executivo da PT, que detém 25% do capital da Oi, afirmou que é preciso “aproveitar o Brasil”, lembrando que o PIB brasileiro cresceu no ano passado 3% e “quando olhamos à volta é um negócio previsível, os bancos estão bem capitalizados e o consumo está crescendo”. A parceria com a Oi, segundo Bava, é permanente. “Hoje temos 95 milhões de clientes e 60% de nosso negócio está fora de Portugal”, completou.( Da redação com agências internacionais)

Anterior Telefónica vai lançar ações na Alemanha e América Latina para financiar sua dívida
Próximos Empresas que faturam mais de R$ 75 milhões só podem ser vendidas com aprovação do Cade