Porto Velho constrói anel óptico e vai oferecer internet grátis


 
A prefeitura de Porto Velho, capital do estado de Rondônia, está concluindo a fase I do projeto de cidade digital, que vai oferecer internet grátis em banda larga, além de prover serviços como o monitoramento 24×7 do trânsito e das ruas da cidade. A base do projeto é um anel óptico, com 33 km de fibra passada em rede aérea por vários pontos da cidade, aproveitando grande parte dos postes de energia elétrica já instalados. “Além de eliminar o alto custo em obras de engenharia civil, com abertura de galerias e dutos subterrâneos, o que tornaria o projeto inviável, aceleramos o processo de instalação e evitamos um caos na cidade”, diz o assessor executivo da Secretaria Municipal de Administração, Aldino Brasil de Souza.
 
  A nova rede óptica servirá para interligar22 unidades da prefeitura, entre secretarias municipais, hospitais e postos de saúde, escolas municipais, bibliotecas, entre outros. O projeto também prevê hotspots espalhados pela cidade, para conectar as câmeras do sistema de monitoramento de trânsito e para o projeto de telefonia IP. As radiobase distribuirão sinais nas frequências 5.8 GHz para uso exclusivo dos servidores, e 2.4 GHz para acesso gratuito à internet pela população. “E tanto a população quanto os órgãos públicos terão à disposição um link de 20 Mbps, que disponibilizará acesso a 512 Kbps”, observa Aldino Brasil.
 
 O investimento no projeto é de R$ 1,2 bilhão. A implementação do anel está sendo feita pela Complexx Tecnologia, integrador da Furukawa na região. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Segmento de redes eleva receitas da Alcatel-Lucent
Próximos Anatel deve licitar até junho quatro posições orbitais para satélites