Portais adotam medidas de proteção às crianças europeias


No Dia Internacional de Segurança da Internet, criado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), 17 portais assinaram acordo com a Comunidade Europeia para ampliação das salvaguardas de proteção a crianças e jovens no mundo da Web. Entre os sites de rede social que assinaram o acordo estão presentes o YouTube, o Facebook, e o MySpace. …

No Dia Internacional de Segurança da Internet, criado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), 17 portais assinaram acordo com a Comunidade Europeia para ampliação das salvaguardas de proteção a crianças e jovens no mundo da Web. Entre os sites de rede social que assinaram o acordo estão presentes o YouTube, o Facebook, e o MySpace.

Pelo acordo, qualquer usuário pode reportar abuso (como quebra de privacidade ou risco à segurança) com um único clique. Os arquivos online de usuários com menos de 18 anos passarão a ficar em uma lista privada de contatos. E os arquivos de usuários com menos de 18 anos não poderão mais ser acessados pela internet.

Viviane Reading, comissária europeia para a Sociedade da Informação e Mídia, elogiou o acordo, alertando para os riscos que correm as crianças em todo o mundo.

Conforme a UIT, mais de 60% de crianças e adolescentes conversam em salas de chat diariamente. Três de quatro crianças online têm disposição de compartilhar informações pessoais e de sua família. Uma em cinco criança é abordada por um web pedófilo a cada ano. “Todos temos obrigação de proteger nossas crianças no cyberespaço”, afirmou o secretário-geral da UIT, Hamadou Touré.  

Anterior NET amplia oferta de serviço de TV em alta definição
Próximos Cisco estima aumento de 66% no tráfego das redes móveis