Portabilidade atende 0,2% dos assinantes que contam com o serviço


Mais de 180 mil de assinantes de telefones no Brasil pediram para trocar de operadora e manter o número de identificação, nos quatro meses de operação do serviço de portabilidade numérica. O número de telefones portados, fixos e móveis, foi de 119 mil, de 1º setembro até 31 de dezembro, o que corresponde a apenas …

Mais de 180 mil de assinantes de telefones no Brasil pediram para trocar de operadora e manter o número de identificação, nos quatro meses de operação do serviço de portabilidade numérica. O número de telefones portados, fixos e móveis, foi de 119 mil, de 1º setembro até 31 de dezembro, o que corresponde a apenas 0,2% dos 60 milhões de usuários, espalhados em 2.862 municípios, que já contam com o serviço.

Em janeiro, a portabilidade será implantada em mais 21 DDDs, atendendo a mais 45 milhões de assinantes. Em fevereiro, e até 2 de março, o serviço chega aos grandes centros, como Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo, atendendo a mais 76 milhões de assinantes.

De acordo com a Base de Dados de Referência (BDR) da ABR Telecom, a entidade administradora do novo serviço, dos 180.144 pedidos de portabilidade, 66% (119.533) foram originados de telefones móveis e 34% (60.611) de fixos. Entre os 119.143 pedidos que já tiveram a portabilidade efetivada, 66% (78.960) são de usuários de aparelhos móveis e 34% (40.183) de assinantes de telefones fixos.

Entre os 30 DDDs já atendidos pelo serviço, o 62 de Goiás, que atende a 133 municípios e concentra mais de 4 milhões de usuários, lidera a portabilidade com 35.587 pedidos efetuados, dos quais 23.024 concluídos até o dia 31 de dezembro. Em seguida, está o DDD 43, com 20.936 solicitações enviadas, das quais 14.702 efetivadas até o último dia de 2008. O DDD 27 é o terceiro colocado nesse ranking com 17.356 pedidos e 11.904 efetivações até o final do ano.

Anterior AirLive lança acess points com filtro anti-interferência
Próximos CPM Braxis contrata Ronaldo Marangon