Por trás do roubo de dados do Yahoo, interesses econômicos


shutterstock_Maksim Kabakou_internet_seguranca_virusO responsável pelo vazamento de dados do Yahoo, que atingiu 500 milhões de contas em 2014, parece não ter sido um hacker a serviço de um governo, como sugeriu a empresa ao comunicar o ataque na semana passada, mas um grupo comum de criminosos do Leste europeu. Isso é o que diz um relatório da empresa norte-americana InforArmour, especializada em proteção de dados.

Segundo reportagem do “Financial Times”, publicada hoje (29), esse mesmo grupo teria no passado sido responsável por ataques ao LinkeIn, Tumblr e MySpace, com objetivos exclusivamente econômicos.

Aparentemente, de acordo com Andrew Komarov, executivo-chefe de inteligência da InfoArmour, os dados de usuários do Yahoo com relação com o governo norte-americano, Forças Armadas e área diplomática foram vendidos a um comprador com relações com algum país. E seções de dados com informações pessoais foram vendidos no mercado negro, por três vezes, desde o vazamento. E outras vendas foram feitas para promotores de spam, que usam os endereços de email para atacar outros e criar listas de email marketing para vender produtos, entre eles, produtos farmacêuticos.

Anterior Setor eletroeletrônico começa a reverter queda no emprego
Próximos Idec pede suspensão de compartilhamento de dados do WhatsApp