Por queda de receitas, Record pede moratória de 90 dias


Alegando dificuldades financeiras severas, devido à pandemia da COVID-19, a Record entrou com um pedido de moratória de 90 dias do pagamento de dívidas judiciais trabalhistas sem juros ou multas. O pedido foi entregue na 1ª Vara do Trabalho em São Paulo, conforme informações publicadas no Portal Uol.

A emissora afirma que mais de 200 anunciantes cancelaram inserções publicitárias e outras estão negociando redução de  contratos. Além disso, a empresa perdeu uma ação para uma ex-funcionária e terá que desembolsar a quantia de R$ 3 milhões.

Além do pedido de moratória, a rede de TV está negociando redução dos altos salários pagos a alguns dos contratados. A emissora controlada pelo bispo Edir Macedo, da Igreja Universal, é uma aliada do presidente Jair Bolsonaro.

PUBLICIDADE
Anterior Agências da ONU reforçam que redes 5G não espalham Covid-19
Próximos Cisco cede plataforma digital ao CNJ e capacita usuários