Por que o cliente de concessionária é penalizado?


Não costumo usar este espaço privilegiado para tratar de questões pessoais. Mas desta vez vou fazer uma exceção, pois acho que o problema vai muito além de uma reclamação individual. Por que o usuário de concessionária tem de ser penalizado, com um conjunto de contas de serviços telefônicos onde a gente se perde? Por que não permitir uma conta única, onde o cliente possas visualizar todos os serviços e ver o que gasta e onde gasta? Por que só os clientes de novas entrantes têm esse privilégio?
 

Decidi fazer este artigo pois já fiz esta pergunta para vários técnicos da Anatel e para executivos da operadora da qual sou cliente. E a resposta não me convenceu: “Temos que respeitar as regras da concessão”. Por que concessão tem de ser sinônimo de burocracia, falta de transparência e confusão? Por que não obrigar as operadoras a colocar a conta conjunta pelo menos na internet?
 

A bola, sei eu, está com a Anatel. Mas é um problema que precisa ser resolvido, pois atrapalha e constrange todos os clientes de concessionárias. Se não for resolvido, onde houver competição, vamos todos migrar para as novas entrantes onde não existe esta burocracia. Onde não há competição, vamos ter que conviver com regras arcaicas e que prejudicam o consumidor.

Meu exemplo certamente reflete o que vivem milhões de pessoas, clientes de concessionárias. Em São Paulo, sou cliente da Vivo. Em Minas Gerais, da Oi. Em São Paulo, tenho três serviços e três contas: Telefonia fixa, banda larga móvel e TV por assinatura. Tinha um quarto: banda larga por rede fixa, que cancelei mas ainda não sei se foi efetivamente cancelado. Era um back up da banda larga da TV por assinatura. Em Minas, duas contas: fixo e banda larga. E, agora, TV por assinatura.
 

Sem conta única, é impossível gerenciar o gasto com telecomunicações. Tudo fica muito mais difícil. Sei que há regras específicas para a concessão, mas a Anatel precisa encontrar caminhos para facilitar a vida do usuário e dar sobrevida aos serviços da concessão. Descomplicar as contas e permitir contas conjuntas de serviços combo seria um grande passo.

Anterior Comunicado detalha passo a passo da fusão Oi-PT
Próximos Marco Civil da Internet começa a ser discutido no plenário da Câmara nesta terça-feira