PointState Capital dá apoio total a Tanure nas disputas pelo conselho da Oi


two business man fighting with sword,business concept,illustration,vector, disputa, luta, conflito, espadas, força, entidadesO fundo de investimento norte-americano PointState Capital votará em linha com o fundo brasileiro Société Mondiale na próxima assembleia de acionistas da Oi, que acontece em 8 de setembro, e “em qualquer outra assembleia extraordinária que venha a ocorrer”. A ordem foi repassada em 17 de agosto para seu agente, o BNY Mellon.

O posicionamento mostra o apoio total do fundo às tentativas do brasileiro Nelson Tanure, responsável pelo Société Mondiale, em retirar do conselho de administração da Oi representantes ligados à Pharol – maior investidor individual da operadora, com 22,24% de participação no capital.

O PointState detém 5,16% das ações ordinárias da Oi. Já o Société Mondiale tem 6,32%. Foi o investidor brasileiro quem convocou a assembleia, à revelia do atual conselho de administração da Oi. Os outros grandes acionistas da operadora são Morgan Stanley (7%), BNDES (4,63%) e Marathon Asset Management (1,76%). Investidores pulverizados detém 35,62% das ações.

A expectativa é que, com a adesão explícita, Tanure consiga seu intento de diminuir a influência da Pharol no comando da Oi. Isso porque o estatuto da tele limita os votos dos acionistas a 15% do capital. Outros fundos de minoritários também já se mostraram em linha com a proposta.

Anterior "O exercício na busca do maior valor pela concessão acabou. Agora, será o preço justo", diz André Borges
Próximos Comissão Europeia quer Google pagando para exibir notícias em resultados