PNAD 2015: mais brasileiros estão na internet graças ao celular. Computador continua a perder importância.


A pesquisa anual do IBGE sobre os hábitos de consumo da população mostra que, no ano passado, havia 102,1 milhões de pessoas com mais de 10 anos com acesso à web, equivalente a 57,5% do total. Além disso, 78,3% das pessoas tinha um celular.

(Crédito: Shutterstock Alexander Bark)_
(Crédito: Shutterstock Alexander Bark)_

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira, 25, dados preliminares da pesquisa nacional por amostra de domicílios (PNAD). O levantamento foi realizado em 2015 e fornece uma fotografia do desenvolvimento brasileiro em diferentes segmentos.

No que se refere ao uso de tecnologia, os resultados apontam para perda de importância do computador. O total de domicílios com um PC caiu para 31,4 milhões em 2015 (46,2% do total), uma redução de 3,4% em relação a 2014 (48,5%). Destes, 27,5 milhões de domicílios tinham computador com acesso à internet (40,5% frente a 42,1% em 2014).

Foi a primeira vez que se observou redução no total de domicílios com microcomputador e com microcomputador com acesso à internet, embora o total de moradores com acesso à web tenha aumentado (de 54,4% em 2014 para 57,5% em 2015). Segundo o IBGE, isto é possível graças ao aumento do acesso através de outros equipamentos e em outros locais que não o domicílio.

Acesso à internet cresce
No Brasil, aproximadamente 102,1 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a internet no período de referência da PNAD em 2015. Foi um crescimento de 7,1% (ou 6,7 milhões de usuários) em relação a 2014. De 2014 para 2015, a proporção de internautas passou de 54,4% para 57,5% do total da população.

As pessoas de 15 a 17 anos (82,0%) de idade e de 18 ou 19 anos de idade (82,9%) apresentaram as maiores proporções de usuários de Internet em 2015. Contudo, os maiores aumentos de usuários ocorreram nos grupos etários de 40 a 49 anos (que passaram de 49,4% em 2014 para 55,3% em 2015) e de 50 anos ou mais (de 24,3% para 27,8%). Por sexo, 58,0% das mulheres e 56,8% dos homens acessaram a Internet. Em relação a 2014, 7,5% a mais de mulheres e 6,6% de homens acessaram a Internet.

Celular
Em 2015, 139,1 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade (78,3%) tinham telefone móvel celular para uso pessoal. Houve um incremento de 2,5 milhões de pessoas frente ao ano anterior (77,9%), o que representou um crescimento de 1,8%.

Em 2015, o grupo de idade com maior proporção de pessoas com posse de telefone móvel celular era o de 25 a 29 anos (89,8%). Todos os grupos etários tiveram proporções acima de 80,0%, exceto o de crianças de 10 a 14 anos de idade (54,1%). As mulheres (78,9%) apresentaram maior proporção que os homens (77,6%).

Anterior Smartphones ajudam e vendas do e-commerce aumentam 16% na véspera da Black Friday
Próximos Portaria ministerial ratifica processo eleitoral para CGI