O MCTIC e a RNP, em parceria com o Exército e recursos orçamentários de diferentes fontes, retomam a construção da rede de banda larga na região Norte, pelo leito dos rios. Para manter a rede, o maior desafio do projeto que foi abandonado por falta de recursos, a ideia é ceder para a iniciativa privada operar como uma rede neutra, explica o presidente da RNP, Nelson Simões. O atual governo vai lançar o projeto em março, como “Programa Amazônia Integrada e Sustentável” (PAIS). Segundo a assessoria, o “Amazônia Conectado”, lançado em 2015, continuará sob a coordenação do Exército.

TIM poderá trocar R$ 630 milhões em multas por obrigações de cobertura. Técnicos do TCU cobraram do MCTIC a definição, em 180 dias, de compromissos que deverão balizar próximos acordos, uma vez que já tramita na Anatel pedido da Telefônica para realização de um novo TAC.

MENU

Voltar