Planos de banda larga de 5 Mbps ficam para 2015


O Ministério das Comunicações publicou no seu site, nesta terça-feira (12), os termos de compromisso de adesão das teles ao Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). Os textos trazem diferenças do que foi anunciado pelo MiniCom no dia 1º deste mês. A primeira delas é a vigência dos termos, que foi estendida para 2016.

Outra delas é a previsão da oferta de plano de serviço de banda larga no varejo com velocidade de, pelo menos, 5 Mbps, procurando atingir o maior número de municípios possível até 2015. A informação inicial é de que esses planos estariam disponíveis já em junho de 2014, para coincidir com a demanda que será gerada pela Copa do Mundo.

Oi

No caso do termo de compromisso assinado pela Oi, a oferta de varejo prevê limite de download de 500 Mbytes até o final do 1º semestre de 2013 e de 1 Gigabyte, a partir do início do 2º semestre de 2013, se prestado por meio de SCM. E de 150 Mbytes até o final do 1º semestre de 2012; 200 Mbytes até o final do 1º semestre de 2013 e 300 Mbyte a partir do início do 2º semestre de 2013, se prestado por banda larga móvel.

Telefônica

A oferta da Telefônica tem algumas peculiaridades, entre elas:

– Não há limites para o número de municípios que poderão contratar o bakchaul ao preço de R$ 1.100,00. Mas as administrações municipais só poderão contratar até 8 Mbps e usar a infraestrutura para prestar serviço em locais públicos;

– Os provedores privados do Simples poderão contratar um teto de 20 Mbps por prestador, mas poderão ter descontos por volume e prazo. O contrato mínimo é de 24 meses e há também a cobrança da taxa de instalação de R$ 2.072,00.

– Os limites de downloads de 1 Gigabyte  na rede fixa e de 500 Mbytes na rede móvel só estarão disponíveis a partir do segundo semestre de 2013. Até lá, os limites de 300 Mbytes na rede fixa ficará até o 1 semestre de 2012, subindo para 600 Mbps na rede fixa e de 300 Mbps a partir do segundo semestre de 2013 na rede móvel.

– Conforme o calendário da operadora, ela irá oferecer banda larga com velocidade de 1 Mbps para o download e 128 Kbps para o up load ao preço máximo de R$ 35,00 em 229 cidades de São Paulo este ano; outras 141 novas cidades em 2012; mais 162 cidades em 2013 até atingir os 622 municípios de sua área de concessão no final do primeiro semestre de 2014.

Anterior Embratel lança TV paga em favela do Rio por R$ 29,90
Próximos RIM promete pular uma geração com novos smartphones