Plano de competição vai criar ponto de troca de tráfego de internet em todo o país



O Plano Geral de Metas de Competição (PGMC), um dos documentos que deverão ser ainda lançados para consulta pública pela Anatel este ano, irá propor regulação assimétrica para estimular a competição em telecom nos mercados de atacado e de varejo. Os sete mercados considerados releventes e sobre os quais haverá maior regulação à atuação das empresas com Poder de Mercado Significativo (PMS) serão analisados caso a caso, em cada município brasileiro.

E uma das sugestões da área técnica da agência é para que as atuais concessionárias abram pontos de troca de tráfego de internet (PTTs) em todas as áreas de numeração do território brasileiro (cada área de numeração equivale a um código de longa distância).

Hoje, existem apenas 12 PTTs, que foram criados pelo Comitê Gestor da Internet e seu braço operacional, o NIC.Br. A agência acha muito pouco, visto que as grandes redes de telecomunicações trocam seu tráfego de internet umas com as outras sem cobrar nada por isso.

Com a determinação da abertura desses PTTS em 67 cidades brasileiras (ou áreas de numeração diferente, 011, 021, etc.) a agência espera que os pequenos provedores passem a ter as mesmas condições de transmissão de dados da internet e passem a pagar menos por isso.

Anterior Na Índia, mais 125 milhões de celulares ao ano.
Próximos Finep prorroga prazo de inscrições para subvenção econômica