Planejamento confirma a subsidiária da Embratel como fornecedora da nuvem pública


O Ministério do Planejamento oficializou, nesta terça-feira (18), a contratação da Primesys Soluções Empresariais, subsidiária da Embratel, como fornecedora do serviço de nuvem para órgãos da administração pública federal. A empresa venceu a licitação com oferta de R$ 29,9 milhões para realizar o serviço, menos da metade do valor estimado pelo governo, de R$ 71 milhões.

A Primesys atuará como representante de um provedor de nuvem pública para os 11 órgãos habilitados como participantes da licitação. Outros órgãos somente poderão aderir à Ata de Registro com o quantitativo limitado ao registrado para o gerenciador e os participantes.

Entre as vantagens do serviço de computação em nuvem, ressaltadas pelo ministério, estão a redução de custos com infraestrutura e o compartilhamento de recursos computacionais configuráveis – como redes, servidores, armazenamento – que podem ser rapidamente provisionados e disponibilizados com o mínimo de esforço de gerenciamento ou de interação com o provedor de serviços. “Com a utilização dos recursos de Infraestrutura como Serviço (IaaS) e de Plataforma como Serviço (PaaS) propiciados pelo serviço de nuvem, é possível atender às necessidades de órgãos que não possuem infraestrutura própria ou que dispõem de infraestrutura, mas não de recursos para garantir a segurança adequada à sensibilidade dos dados”, afirma o Planejamento.

Anterior Oi termina o ano com 4,5G ativo em 25 cidades
Próximos Política de Telecom desiste de colocar cabresto na Anatel