Piloto para rede legislativa digital tem início em São Paulo


Começa hoje a transmissão digital experimental das programações da TV Câmara e da TV Assembléia de São Paulo em algumas regiões da capital paulista. A iniciativa marca o início da formação de uma rede legislativa, que abrigará não apenas as emissoras da câmara federal e da assembléia paulista (e mais adiante as assembléias de cada …

Começa hoje a transmissão digital experimental das programações da TV Câmara e da TV Assembléia de São Paulo em algumas regiões da capital paulista. A iniciativa marca o início da formação de uma rede legislativa, que abrigará não apenas as emissoras da câmara federal e da assembléia paulista (e mais adiante as assembléias de cada estado da União), mas também os canais do Senado e os de câmaras municipais. “Esta é a primeira vez que um canal legislativo é transmitido em sinal aberto”, diz Antônio Rudnei Dernardi, diretor de comunicação da Assembléia Legislativa de São Paulo.

No início das transmissões, a cobertura irá se restringir a um raio de cinco quilômetros da torre da TV Cultura, localizada no bairro do Sumaré, zona oeste da capital. De acordo com Frederico Schmidt Campos, coordenador-executivo da TV Câmara, a previsão é que em 30 dias seja trocado o transmissor de 200 watts por um mais potente, de 1.2 kwatts, ampliando assim o alcance do sinal. Como a tecnologia de TV digital permite a transmissão em múltiplos canais, as duas emissoras ocuparão o canal 61, que é uma consignação da Câmara Federal.

Neste primeiro momento, os equipamentos para o teste das transmissões digitais são cedidos por empresas. De acordo com Campos, o processo licitatório para a compra dos equipamentos está sendo iniciado na Câmara Federal. A parceria conta com apoio da TV Cultura e da Universidade Mackenzie. A previsão é que a operação definitiva tenha início no segundo semestre de 2009.

Anterior PGO: Oi aplaude mudanças e afirma manter investimentos.
Próximos Cidades digitais: Minicom vai abrir o debate.