Pietro Labriola é o novo presidente da TIM Brasil


O executivo assume o cargo de CEO da TIM a partir de hoje, 3, no lugar de Sami Foguel. O chairman, João Cox, também é substituído por Nicandro Duarte. A saída desses executivos já era comentada no mercado, devido a sua proximidade com o ex-presidente da Telecom Italia Amos Genish, que também perdeu o cargo com a vitória do fundo Elliot na disputa societária.

 O Conselho de Administração da TIM Brasil, em reunião de hoje, 3 de abril,  aprovou a nomeação Nicandro Durante como chairman e de Pietro Labriola (foto) como CEO da companhia. Ambos assumem os cargos a partir desta data, sucedendo, respectivamente, João Cox e Sami Foguel.

Foguel, que veio do segmento de aviação (como diretor de operações da Azul), assumiu a companhia em julho de 2018, guindado pelo então presidente da Telecom Italia,  o brasileiro Amos Genish. A sua saída, a menos de um ano no cargo, já era esperada pelo mercado, desde que se acirrou a disputa acionária entre os sócios da italiana.

Genish, que indicou Cox para presidir o Conselho de Administração e Foguel para tocar as operações brasileiras, deixou a presidência da Telecom Italia em novembro do ano passado, depois que a francesa Vivendi perdeu o controle da empresa para o fundo de investimentos Elliot.

Para comandar a Telecom Italia, o fundo de investimentos, aliou-se ao governo italiano, que decidiu ampliar sua participação acionária, comprando mais ações. O governo italiano sempre deteve golden shares (ações com direito a veto), e resolveu ampliar sua participação durante o acirramento da briga entre os dois sócios.

A imprensa italiana comenta que a base dessa aliança entre um fundo de investimentos e o governo italiano contra uma operadora europeia está na própria modelagem  do setor. O fundo apoiaria a separação da rede fixa da Telecom Italia, conforme quer o governo. 

Essa semana, houve uma trégua na disputa entre os dois sócios, quando a Vivendi desistiu de trocar o conselho de Administração da operadora, convencida pelo atual CEO da empresa, Luigi Gubitosi, de que iria promover mudanças estratégicas na empresa, mais em linha com o que gostaria de implementar.

O futuro da TIM Brasil – se será compradora ou vendedora de ativos – ainda é uma incógnita para o mercado. Muitos analistas apostavam que, com a vitória do fundo Elliot, a tendência natural seria a venda das operações brasileiras. Mas, como parece ter havido acordo estratégico sobre a Vivendi, essa tendência pode não se confirmar.

Quem é Quem

No Grupo Telecom Italia há 17 anos, Pietro Labriola foi Chief Operating Officer da TIM Brasil entre 2015 e 2018, liderando as áreas de Marketing, Comercial, Customer Relations e Tecnologia da Informação. Desde fevereiro, integra o Conselho de Administração da empresa, cargo que ocupará em conjunto com a posição de CEO, para seguir com a execução do plano estratégico da TIM Brasil. O executivo é italiano, graduado em Administração pela Università degli Studi di Bari e com especialização em Inovação e Tecnologia.

Nicandro Durante tem 40 anos de experiência na indústria do tabaco, tendo ocupado diversas funções na British American Tobacco, controladora da empresa brasileira Souza Cruz, até chegar ao cargo de CEO em 2011. Nascido em Goiás, o executivo tem cidadania italiana e é graduado em Administração pela PUC-SP.

Anterior TIM ativa o recurso de VoLTE em todo o Rio de Janeiro
Próximos Programa Pernambuco Conectado divulga vencedores da licitação

1 Comment

  1. Renato
    4 de Abril de 2019

    “Brasileiro” Amos Genish? Sério? Então temos que ensinar este senhor a falar português urgentemente.