PIB cresce 0,2% no 2º trimestre sustentado por serviços


O PIB variou 0,2% no segundo trimestre deste ano, frente ao primeiro trimestre de 2018, apoiado nos resultados do setor de serviços, que avançou 0,3%, enquanto houve estabilidade na agropecuária e redução de 0,6% na indústria. Segundo o IBGE, foi o sexto resultado positivo após oito variações negativas consecutivas nessa comparação.

Nos Serviços, o destaque foi o crescimento na atividade de informação e comunicação (1,2%). De acordo com o IBGE, a paralisação dos caminhoneiros impactou negativamente no avanço da economia.

Em valores correntes, o PIB totalizou R$ 1,693 trilhão, com R$ 1,450 trilhão de Valor Adicionado a Preços Básicos e R$ 242,9 bilhões em Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

Em relação ao segundo trimestre de 2017, o crescimento foi de 1% no segundo trimestre do ano, o quinto resultado positivo consecutivo nessa comparação. A indústria e os serviços cresceram 1,2%, enquanto a agropecuária variou -0,4%.

No acumulado dos quatro últimos trimestres, o PIB cresceu 1,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores. A taxa de investimento chegou a 16% do PIB, acima do observado no mesmo período de 2017 (15,3%). A taxa de poupança foi de 16,4% no segundo trimestre de 2018 (ante 15,7% no mesmo período de 2017).

Na comparação com o segundo trimestre de 2017, o PIB cresceu 1%. A indústria e os serviços avançaram 1,2%, enquanto a agropecuária variou -0,4%. Nos serviços, as atividades de informação e comunicação contribuíram com alta de 0,4%.

No primeiro semestre de 2018, o PIB acumulou alta de 1,1% em relação a igual período de 2017, seguindo uma expansão de 1,8% no semestre encerrado em dezembro de 2017. Nessa comparação, os serviços (1,4%) e a indústria (1,4%) cresceram, mas houve queda de 1,6% na agropecuária. Já as atividades de informação e comunicação tiveram resultado negativo de 1,4%

O IBGE informa ainda que o PIB acumulado nos quatro trimestres terminados em junho de 2018 foi de 1,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores. O resultado deste tipo de comparação decorreu dos desempenhos da agropecuária (2%), da indústria (1,4%) e dos serviços (1,4%).

Anterior São Paulo vai integrar sistemas de segurança e mobilidade
Próximos Eletropaulo quer cortar cabo de internet sem negociar com pequenos, reclama Abrint