PIB cai pela 7ª vez seguida. Serviço de informação é o único a crescer


PIB cai 0,8% em relação ao segundo trimestre do ano. O segmento de serviços reduziu 0,6%, e os serviços de informação foram os únicos com resultado positivo, de 0,5%. Os investimentos produtivos também estão em queda acentuada: -3,5% no 3º tri, e -13,5% no acumulado dos últimos 4 trimestres.

shutterstock_ Baloncici_infraestrutura_industria_producao

O IBGE divulgou hoje, 30, o resultado trimestral do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que apresenta a sétima queda seguida, trimestre a trimestre. Caiu 0,8% na comparação  contra o segundo trimestre de 20216, na série com ajuste sazonal. É a sétima queda seguida.

Frente a igual período de 2015, houve contração do PIB (- 2,9%) pela 10ª vez consecutiva. No acumulado dos quatro trimestres, o PIB registrou queda de 4,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores, sétimo resultado negativo seguido. Já no resultado acumulado do ano até o mês de setembro, o PIB apresentou recuo de 4,0% em relação a igual período de 2015, a maior queda para este período desde o início da série em 1996.

Em valores correntes, o PIB no terceiro trimestre de 2016 alcançou R$ 1,580 trilhão, sendo R$ 1,371 trilhão referente ao Valor Adicionado a preços básicos e R$ 209,3 bilhões aos Impostos sobre Produtos Líquidos de Subsídios.

Investimentos

A formação bruta de capital fixo (FBCF) sofreu contração de 3,1% no terceiro trimestre de 2016, a 10ª consecutiva. Esse indicador aponta para o investimento produtivo. E o recuo é justificado pela queda das importações e da produção interna de bens de capital.

No trimestre, a agropecuária recuou 1,4%; a indústria, 1,3% e os serviços, 0,6%. No segmento de serviços, somente os de  informação apresentaram resultado positivo, de 0,5%. Os demais serviços apresentaram queda, como transporte, armazenagem e correios, com queda de 2,6%; e comércio, recuo de 0,5%.

Anterior Netflix ativa função de download de conteúdo
Próximos Realidade Virtual vai exigir 1 Gbps de velocidade de conexão, diz Huawei