Pesquisa mede qualidade da banda larga móvel


A mais recente pesquisa realizada pela Acision mostra que 71% dos consumidores usam a banda larga móvel regularmente durante a semana. Realizada entre junho e novembro de 2010, a pesquisa traz a percepção do consumidor do uso de banda larga móvel no Reino Unido, América do Norte, Brasil, Austrália e Cingapura, e foca na qualidade da experiência.

Os principais resultados indicam que o serviço é considerado valioso pelo consumidor, mas, a grande maioria dos usuários, está insatisfeita com o serviço:  
– 60% dos consumidores globais mencionaram a confiabilidade, cobertura ou velocidade como os aspectos mais importantes do serviço. Outros aspectos como preço, cota de uso ou controle de uso são considerados os mais importantes por 40% dos consumidores.
– Existem níveis substanciais de insatisfação com a cobertura (29%) e os níveis de preços  atuais (28%) sendo as áreas mais importantes.
– 79% dos clientes globais têm problemas com algum tipo de qualidade, incluindo a pouca velocidade (62%), cobertura da rede (39%), estabilidade da conexão e incapacidade de conexão (ambas em 36%). Somente 21% dos respondentes declararam não terem tido nenhum problema.
– Os problemas de qualidade com vídeo ocorrem com 74% dos 37% dos consumidores que assistem vídeos. Problemas como de tempo de espera para ver o vídeo e pausas frequentes afetam 54% das pessoas que assistem vídeos.

De acordo com a pesquisa, os consumidores esperam equidade, otimização e serviços de valor agregado – 35% estão dispostos a pagar um valor premium pelo serviço que ofereça uma qualidade melhor. Já 60% dos respondentes estão dispostos a aceitar a otimização de vídeo desde que eles se beneficiem da melhora dos aspectos que avaliam ser mais importantes para a experiência do serviço, principalmente se envolver menos paradas dos vídeos.
 
Em relação aos serviços pagos de valor agregado, 63% dos consumidores disseram que existe uma necessidade clara de algum tipo de serviço VAS e que estão dispostos a pagar uma taxa adicional por serviços como de avisos (41%), gestão justa da largura da banda (35%), controle de gastos (35%), roaming (34%), pacotes compartilhados (33%), personalização (30%), compressão de conteúdo para a economia do pacote (29%) e prioridade (26%).

O relatório completo pode ser baixado no endereço:
http://www.acision.com/Products-and-Solutions/Mobile-Data-Control.aspx 
(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Telefônica faz oferta pública para comprar ações dos minoritários da Vivo
Próximos Anatel abre consulta pública sobre licitação de posições orbitais