Peru promove primeira reunião do Fórum Internacional da TV Digital


O ministro das Comunicações, Hélio Costa, participa hoje da primeira reunião do Fórum Internacional da TV Digital, que reunirá os quatro países da América Latina que optaram pelo padrão nipo-brasileiro, Brasil, Peru, Argentina e Chile, e mais o Japão, em Lima (Peru). A comitiva oficial brasileira, que inclui representantes dos ministérios das Comunicações, Relações Exteriores …

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, participa hoje da primeira reunião do Fórum Internacional da TV Digital, que reunirá os quatro países da América Latina que optaram pelo padrão nipo-brasileiro, Brasil, Peru, Argentina e Chile, e mais o Japão, em Lima (Peru). A comitiva oficial brasileira, que inclui representantes dos ministérios das Comunicações, Relações Exteriores e Casa Civil, além de parlamentares, especialistas, radiodifusores e empresários.

A reunião do Fórum Internacional do ISDB-T será aberto às 10h40 da segunda-feira, 21 de setembro, pelo presidente do Peru, Alan Garcia. A solenidade contará com a presença de Hélio Costa e do vice-ministro das Comunicações do Japão, Akira Teresaki; além do ministro de Transportes e Comunicações do Peru, Enrique Cornejo; bem como de representantes dos governos argentino e chileno. Esses dois países anunciaram, recentemente, a adesão ao ISDB-T.

No evento, serão apresentados os planos de introdução do sistema nas cidades peruanas pelo ministro Enrique Cornejo. O secretário de Comunicações da Argentina, Lisandro Salas, vai falar sobre a implantação do sistema no seu país. Ainda estão previstas apresentações para tratar das vantagens tecnológicas e do ambiente do sistema ISDB-T a radiodifusores dos quatro países.

Em entrevistas a agências internacionais, o ministro dos Transportes e Comunicações do Peru, Enrique Cornejo, disse que o Brasil se ofereceu para financiar as empresas peruanas com R$ 1 bilhão, para que implementem a TV digital nos próximos anos. Os recursos, informou, virão da linha de crédito do BNDES. O Peru também reivindica a instalação de fábricas de partes e peças vinculadas ao padrão digital.

A expectativa do Brasil é de que a Venezuela e o Equador anunciem a adesão ao sistema nipo-brasileiro até o próximo mês. Nesses dois países as negociações estão avançadas e já há o compromisso do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de anunciar a adesão na visita que o presidenete Luiz Inácio Lula da Silva fará aquele país. (Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Terminais móveis: 2,1 milhões de usuários trafegam com velocidade de 256 Kbps
Próximos A CTBC quer ser um operador móvel virtual