Pernambuco faz parcerias para levar banda larga ao interior


Um backbone óptico de 1.175 km já interliga Recife a Araripina, no extremo Noroeste, e à Petrolina, no Sudoeste do estado. O projeto envolveu a RNP, ligada ao MCTIC e MEC; o governo de Pernambuco, por meio da Sectec; a Celpe, de energia; e os provedores BR Fibra e Atel.

Do PontoISP

O governo de Pernambuco deu o primeiro passo para integrar o estado por meio de uma infraestrutura óptica. No final de setembro, iluminou os 1.175 km de um backbone que interliga a rede metropolitana de Recife, a Ícone, a Araripina, no extremo Noroeste, de um lado, e à rede metro de Petrolina, a rede Vasf, de outro.

Criada para atender à rede estadual de educação, centros de pesquisa, parques tecnológicos, bibliotecas, museus, hospitais de ensino, campi universitários, a Rede Pernanbucana de Educação e Pesquisa – RePEPE, com velocidades de 1 a 10 Gbps, já nasceu com 80 pontos, que integram as redes Ícone e Vasf. E mais 12 que foram ativados nas outras 20 cidades onde estão seus POPs. Mas quando a segunda fase do projeto estiver concluída, segundo Leonildo Sales, secretário executivo da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, responsável pelo projeto, a RePEPE vai interligar mais de 500 pontos públicos.

Para a segunda fase, que começa agora com o levantamento de informações nos municípios de Caruaru, Belo Jardim, Garanhuns e Serra Talhada, Sales quer uma participação maior dos provedores regionais de acesso à internet. Ele apresentou ontem, 12, o projeto da RePEPE durante o Encontro Provedores Recife, promovido pela Bit Social, que reuniu mais de cem empresários da região na capital pernambucana. O modelo será o mesmo da primeira fase: uma parceria público-privada não tradicional. A RNP faz a chamada pública, o provedor se inscreve, apresenta seu ativo, que será avaliado pela RNP.

Veja a matéria completa aqui.

Anterior O coronel Elifas Gurgel poderá voltar para a Anatel?
Próximos Lucro da Algar Telecom sobe 78% no 3T18

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *