Pelo terceiro mês seguido, cai a confiança da indústria eletroeletrônica


O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Setor Eletroeletrônico atingiu 57,3 pontos em abril de 2019, de acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), agregados pela Abinee. O resultado representa uma queda de 4,5 pontos em relação ao mês março. Essa foi a terceira retração consecutiva no indicador, que havia atingido 65,1 pontos em janeiro.

Na área elétrica, a redução foi mais significativa, atingindo 7,2 pontos, passando de 62,3 para 55,1 pontos. No caso da eletrônica, o ICEI diminuiu 1,6 ponto, recuando de 61,2 para 59,6 pontos.

Mesmo permanecendo acima da linha dos 50 pontos pelo nono mês seguido, o que indica confiança do empresário, o esfriamento nos ânimos nos últimos três meses acende o sinal de alerta do setor, na avaliação do presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato. “Os empresários continuam demonstrando otimismo, mas o governo precisa de celeridade na adoção de medidas para que nossas expectativas permaneçam favoráveis”, ressalta.

Segundo ele, a discussão e a implementação da Reforma Tributária, com foco na simplificação dos impostos, deve ocorrer de forma simultânea à Reforma da Previdência. “Os dois temas são importantes, mas a questão tributária é urgente e imprescindível para a atividade industrial”, completou.

O ICEI varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário industrial e abaixo de 50 pontos mostram falta de confiança. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Governo publica alterações da ex-Lei Rouanet
Próximos Pontes quer fim do contingenciamento do FNDCT