Pedras no meio do caminho dos serviços multimídia


O desenvolvimento pleno do mercado de serviços multimídia ainda depende da remoção de alguns obstáculos.  Não bastasse esse serviço ter uma cadeia de valor bastante complexa, de quebra, há áreas de “fricção” entre as partes, no tocante ao compartilhamento de receitas e na distribuição de conteúdo, que precisam ser solucionadas analisa Jesper Rhode Andersen, vice-presidente …

O desenvolvimento pleno do mercado de serviços multimídia ainda depende da remoção de alguns obstáculos.  Não bastasse esse serviço ter uma cadeia de valor bastante complexa, de quebra, há áreas de “fricção” entre as partes, no tocante ao compartilhamento de receitas e na distribuição de conteúdo, que precisam ser solucionadas analisa Jesper Rhode Andersen, vice-presidente da Ericsson Telecomunicações. “As operadoras têm muito a agregar, mas sem excessos de discrepâncias (em relação às receitas)”, observa ele, acrescentando, também, que empresas que decidiram “trancar” seus conteúdos não se deram bem.

As ofertas Ericsson abrangem as áreas de consumidores e comunidades, comunicações empresariais e gestão de receita – todas empacotadas no gerenciamento de serviços. Na primeira, envolvem voz (push to talk, entre outros serviços), TV (móvel e vídeo, IPTV), música (Napster móvel, portal de música), vídeo (conferência e telefonia), mensagem (MMS, caixas postais de voz e vídeo), informação (IM, localização, navegação, portais). Ao segmento corporativo, a empresa coloca à disposição Centrex Móvel, IP Centrex, redes privativas virtuais). As soluções de gerenciamento de receita incluem cobrança, suporte a negócios, tarifação, mediação online. Por fim, serviços de integração de tudo isso. Praticamente todas as operadoras móveis do país têm plataformas de mediação Ericsson, mas não as mais modernas ou online. A empresa está fechando contrato com uma empresa do SMP, que prometeu anunciar em duas semanas.

Anterior Ericsson marca presença no mercado multimídia
Próximos Telecom Itália: tumulto no depoimento de Prodi na Câmara.